27out
Beleza, Celebs, Looks, Moda

Fellipe Krein por Paloma Bernardi

Comentários 1

Olá amores!

Rolou na última sexta-feira, 23 de outubro, no Fashionroom, em São Paulo, o lançamento da coleção de bolsas Fellipe Klein por Paloma Bernardi. A atriz, que estava linda num vestido marinho e branco Iódice, foi co-criadora da coleção desde a sua concepção, tendo feito parte da escolha do tema, das cores e dos modelos de cada peça. A atriz admitiu que, por ter mãe pernambucana, e ser uma legítima representante da mulher brasileira, o enredo Nordeste lhe soou natural; e que cada bolsa tem um lugar especial em seu coração.

Para as leitoras do BSM, ela admitiu que é doida por bolsas e que tem uma especial para cada ocasião: dá preferência às menores para a noite, quanto sai apenas com o celular e o documento; e às maiores para o dia, quando costuma levar sempre consigo o celular, carregador, uma necessaire, um perfume e um livro. Paloma acredita que toda mulher tem que ter uma bolsa pequena, uma média e uma grande para estar segura em todas as ocasiões; e que as cores devem variar de acordo com o humor do dia.

Já no quesito maquiagem, ela afirma que no dia-a-dia leva uma vida mais low profile e que dispensa o uso da make completa, mas não abre mão de máscara de cílios para levantar o olhar e a auto estima – (também, com aqueles olhos de gata, né?!)

Confiram algumas fotos do que rolou nesse super evento e não esqueçam de seguir o Snapchat blogsilviamelo para todas as atualizações ao vivo!

paulista-1-7

Paloma Bernardi por Fellipe Krein

paulista-1-25

Paloma Bernardi assina linha de bolsas com inspiração no Nordeste

paulista-1-27

Junior Serpa (gerente de marketing da Fellipe Krein), Paloma Bernardi, Ineide Krein (diretora da marca) e Sílvia Melo brindam ao sucesso da coleção

paulista-1-18

Sílvia Melo e Emiliana Bonanni (representante comercial do Fashionroom)

paulista-1-16

Emiliana Bonanni, Nathi Faria (fashion designer & blogger) e Sílvia Melo

paulista-1-34

Lah Mariano (blogger) e Sílvia Melo

paulista-1-13

Paloma Bernardi revela seus segredos de maquiagem (ela é viciada em máscara de cílios!)

paulista-1-20

paulista-1-24
Herchcovitch corner no Fashionroom
paulista-1-8

Paloma Bernardi revela todos os seus segredos de moda e beleza para o BSM

paulista-1-12

Paloma Bernardi escolheu pessoalmente o tema e cada detalhe de sua coleção para a Fellipe Krein

paulista-1-9

paulista-1-17
paulista-1

Tarde de moda e beleza em São Paulo

paulista-1-36

Cores fortes são a grande tendência para o próximo verão

paulista-1-3

paulista-1-2

paulista-1-26

Ineide Krein, Emiliana Bonanni e Sílvia Melo

paulista-1-31

Detalhes ao vivo no Snapchat: blogsilviamelo

paulista-1-32
paulista-1-33

Paloma Bernardi, José Xavier Neto (diretor do Fashionroom) e Ineide Krein

paulista-1-35

paulista-1-14

Look Sílvia

Scarpin pink: Capodarte Iguatemi Sorocaba & Park Shopping São Caetano | Vestido: Gregory | Jóias: Arrais Joalheria

Fotos: Holtsman Lima | Instagram: @holtsmanlima | Email: holtsman@hotmail.com

Beijos!

Silvinha Melo

Veja também

06out
Celebs, Clippping, Saúde & Comportamento, Viagens & Cultura

Eu Amo Meus Peitos

Comentários 0

Olá meninas! Tudo bem?

Estou muito honrada em fazer parte da campanha nacional sobre a necessidade da prevenção do câncer de mama: EU AMO MEUS PEITOS.

A iniciativa é da Sociedade Brasileira de Mastologia e visa alertar as mulheres sobre os cuidados que se deve tomar com relação à esse assunto tão sério e importante.

Ao lado de personalidades como Suzy Rêgo, Nadja Haddad, Marina Mantega, Bárbara Thomaz, Paulo Sanseverino, Fábio Arruda, Filipe Cavalcanti e Pedro Bosnich, dentre outras, fui escolhida para estrelar esse alerta e falar com vocês sobre a importância de estar sempre com os exames em dia e de procurar um especialista em caso de qualquer dúvida. Isso pode mudar e salvar a sua vida!

O evento de lançamento da campanha aconteceu na quinta-feira, dia 01 de outubro, no Shopping Frei Caneca, em São Paulo (SP). Quem quiser conhecer mais sobre o tema e visitar a exposição, poderá conferi-la até o fim do mês no mesmo local. Não perca tempo e junte-se à nós. Vamos discutir o tema e aprender cada vez mais sobre prevenção para que o nosso #OutubroRosa seja sempre doce!

Mama

Mama5

Mama9

Mama6

Mama7

Mama8

Beijos rosas pra vocês! ♥

Silvinha Melo

Veja também

23abr
Canal BSM, Celebs, Moda, Saúde & Comportamento, Viagens & Cultura

Minha Primeira Fashion Week

Comentários 1

Olá amores! Tudo bem?

O post de hoje é bem especial porque é para contar todos os detalhes da primeira Semana de Moda da minha vida! Vocês que há tanto tempo me acompanham, sabem da evolução que o blog vem tendo e que eu celebro cada conquista com muita amor e gratidão à vocês, então agora não não poderia ser diferente. Espero que gostem do post! 

MINHA HISTÓRIA COM O SPFW

Preciso começar contando como me senti realizada em poder participar durante 4 dias desse evento nacional tão importante. Há muitos anos acompanho tudo pela TV e sempre foi o meu desejo estar lá, junto com todas aquelas pessoas que admiro. Quando era mais nova, assistia às reprises dos desfiles pelo Fashion TV, canal da TV à cabo dedicado à moda. Há umas 2 temporadas, eu ficava vidrada no site da Luminosidade, o FFW.com.br, que transmite os desfiles ao vivo pela internet; e acompanhava tudo pelo meu computador. Apesar do desejo, não sabia como um dia estaria lá, mas sabia que estaria; e 2015 foi o início disso. Graças ao ID Bloggers, compareci aos eventos, assisti à desfiles incríveis, conheci pessoas interessantíssimas, fotografei com alguns dos meus ídolos e realizei um grande sonho. É muita bênção pra uma pessoa só, né?! Amém!

MANUAL PARA INICIANTES

O objetivo deste post é informar você, que sonha em ir ao SPFW um dia, e não sabe bem por onde começar. Vou tentar explicar aqui as minhas experiências e um pouquinho do que vivi nesses dias para que você esteja mais preparado (a) quando a sua vez também chegar (e VAI chegar!).

ONDE É E COMO CHEGAR

Primeiramente, o evento é realizado hoje em dia no Parque Villa Lobos, na cidade de São Paulo, SP, Brasil. As melhores opções de transporte são carro e taxi. Se você optar por ir de carro, saiba que os estacionamentos são gratuitos e super acessíveis. Existem dois estacionamentos: o primeiro geralmente fica mais cheio, então parei todos os dias no segundo. Por ser mais vazio, você consegue estacionar bem próximo aos carrinhos de golfe que te levam até a entrada do evento, portanto, recomendo que você vá direto ao segundo estacionamento e pare quando vir os táxis e o movimento dos carrinhos de golfe, assim você andará menos à pé (principalmente se for o quarto dia e seu pé já não aguentar mais o salto alto).

Caso você opte por ir de taxi, ele te deixará exatamente nos carrinhos de golfe; e ali também fica a fila de taxis que você poderá pegar saindo do evento. Fui de taxi no primeiro dia e de carro nos outros 3 e achei que ir de carro acabou sendo mais fácil para mim (especialmente quando descobri que os estacionamentos eram gratuitos). Apenas um adendo: não tive problemas com a segurança nenhum dos dias, mas ouvi dizer que abriram o carro de uma pessoa da produção que chegou antes de o evento (e, portanto, o movimento) começar. Se você precisar ir muito cedo, opte pelo taxi. É melhor previnir do que remediar. O parque é público, e, como em qualquer lugar, todo cuidado é pouco.

CHEGUEI. E AGORA?

Assim que descer do carro, você deve se encaminhar até os carrinhos de golfe que te levam ao evento. Existem várias pessoas de apoio para se certificarem de que os carrinhos vão cheios em sua capacidade máxima, então pode acontecer de você se separar da sua turma ou ceder a passagem para quem vem atrás na fila para conseguir embarcar junto com o resto do seu pessoal.

Existem carrinhos com apenas 3 lugares e outros com 7 lugares, então vai da sorte de conseguir um carrinho em que caiba todo mundo. Não se esqueça de segurar no carrinho durante o trajeto. No dia em que gravei o vlog (quarto dia), estava desatenta e quase caí. Tome cuidado para não pagar esse mico, hein?!

Normalmente a fila de espera é pequena, mas caso você ache que pode demorar, existe a opção de caminhar até a porta. No terceiro dia, os carrinhos estavam demorando muito para passar e estava chuviscando, então optei por andar até o evento em vez de esperar na chuvinha. A caminhada não é longa, mas devido ao salto alto, pode demorar uns 5-10 minutinhos, então veja o que compensa mais para você.

Quando você chegar à entrada do evento, notará um movimento de fotógrafos e celebridades passando. É hora de fazer o carão e chamar a atenção. É comum te pararem para fotografar e não se esqueça de ser super simpático com todos. É claro que nem todo mundo que vai ao SPFW é blogueiro ou quer ser notado, mas como essas são as dicas da minha experiência, vou dizer como funcionou para mim e, caso você esteja na mesma posição que eu, pode usar as minhas dicas para a sua próxima aparição.

É sempre legal dar um tempinho ali fora, pois além dos fotógrafos, muitos programas acabam te entrevistando e isso rende divulgação. Se possível, pergunte de onde é aquele veículo que está te fotografando ou entrevistando. No início, eu achava rude, mas depois vi que todo mundo está super acostumado com esse tratamento e essa é uma ótima forma de iniciar uma conversa e trocar cartão (sim, esteja SEMPRE com o seu cartão em mãos! É importantíssimo).

Depois de dar um tempinho ali fora (que não pode ser muito para não passar a impressão de que você não tem convite e só foi passear na porta), é hora de entrar. Você precisará de um convite, que pode ser: uma entrada para um desfile do dia / um convite para um lounge / uma credencial de imprensa, que você adquire se cadastrando no site da Luminosidade com bastante antecedência e que pode ser retirada na sala de CREDENCIAMENTO, localizada no meio do caminho entre o estacionamento e a entrada do evento. Se esse for o seu caso, avise o motorista do seu carrinho de golfe que você precisa parar no Credenciamento e ele te deixará lá. No meu caso, eu tinha convite para o lounge da Revista Glamour no primeiro dia, para desfiles no segundo e terceiro dias e para o lounge do Iguatemi / SPFW no quarto dia, todos conquistados pelo ID Bloggers. Se a pessoa que estiver com o seu convite estiver dentro do evento, não se preocupe, ela poderá ir até a grade que separa quem está dentro e quem está fora e entregar o seu convite sem nenhum problema.

Ao passar pelo segurança, ele rasga uma pontinha do seu convite e aquela entrada fica inutilizável para outros dias / outras pessoas. O convite é individual, ou seja, cada convite é válido apenas para uma pessoa. No caso de convite para desfile, ele não rasga, pois convite rasgado significa que alguém já utilizou para adentrar ao desfile, mas mesmo assim você precisa mostrar para o segurança liberar a sua entrada (acho que ele marca de alguma forma, mas não sei dizer exatamente como).

ENTREI! UHUL!

Uma vez dentro do SPFW, você está pronto para comemorar e agradecer pela oportunidade. Você já entrou e ali poderá ficar até o dia acabar. Mas o que fazer se você não tiver um desfile para assistir? Bem, o corredor é um lugar incrível para se ficar. Você é fotografado o tempo todo, encontra com as suas blogueiras favoritas e conhece muita gente bacana, mas assumo que depois de um tempo, cansa ficar feito barata-tonta no corredor.

Existem algumas opções alternativas para você ter o quê fazer e uma delas é comer. Logo que você entra no corredor, dá de cara com o food court, ou seja, a praça de alimentação. No caso desta edição, estava repleto de food trucks com diversas opções de comidas. Cada truck tinha uma especialidade, que podia ser salada, sopa, sanduíche etc. Eu comi lá apenas no primeiro dia e optei por uma salada de bacalhau que estava deliciosa. Porém, como já é de se esperar nesse tipo de evento, o preço é tão salgado quanto o peixe que eu escolhi. As comidas eram pouco servidas e os preços variavam de R$22,00 à R$45,00 a unidade. A minha salada de bacalhau e uma sangria de vinho tinto totalizaram R$34,00 e eu assumo que continuei com fome, então pra mim, isso é caro. Outro ponto negativo do food court é que é descoberto e nos dias de chuva, virou decoração (ninguém usou). Uma pena, pois além de tudo, é o único local “público” com lugar para sentar, então se você estiver cansada, reze para não chover ou dirija-se à um lounge de patrocinador.

Voltando ao corredor, é comum você encontrar suas blogueiras, modelos e personalidades preferidas sem um caminhão de gente assediando. Por exemplo, dá para parar Glória Kalil e Costanza Pascolato no meio do corredor sem nenhum problema e se tiver sorte do timing, dá até para comer um hot dog na Glamour com a Thássia Naves ou Camila Coelho. Lá dentro, não existe aquele assédio que eu já vi em outros lugares, então por mais que muitas pessoas estejam fotografando meninas como a Camila Coutinho, dá para conversar e tirar foto ao lado dela com toda facilidade do mundo. É surreal para quem está acostumado com “aqui fora”.

LOUNGES

Os lounges dos patrocinadores foram os meus lugares favoritos para ficar. Lá você é servido de petit fours (gente phyna come pouco, né gente?!) deliciosos, champagne, coquetéis, água de côco etc. Cada lounge tem a sua especialidade no quesito alimentos e bebida, mas nenhum decepciona. O “X” da questão é que nem todos os lounges são abertos ao público, então você tem que ter convites especiais para entrar.

Um lounge super querido é o da Revista Glamour, que não exige convite durante o dia, apenas precisa-se de convite para as festas bombadas que rolam à noite. Há lugares para sentar, computadores à disposição para o pessoal postar o que quiser, tomadas para carregar o celular (só não esqueçam de levar um adaptador caso o seu carregador não seja no padrão novo de tomadas), muita gente bonita, todos os editores, redatores e estrelas dessa revista que a gente ama, e claro, muita comida e bebida boas. O tema deste ano era circo, então tinha pipoca, mini cachorro quente, mini churros etc, além de Bellini, coquetéis e outras bebidas não alcoólicas. Achei super bacana o lounge ser aberto ao público e era possível encontrar várias personalidades famosas lá dentro. É claro que ficava mais cheio do que os outros, mas estava tão divertido que ninguém se importava. Por volta das 19h, o acesso ficava restrito e a festa rolava solta (dica amiga: eles não expulsam quem já está lá. Se quiser ficar pra festa e não tiver convite, esteja lá dentro quando travarem a entrada). Apesar de o ID Bloggers ter convite para as festas todos os dias, assumo que só fiquei no dia do aniversário de 3 anos da Glamour (terceiro dia), mas logo saí, até porque, por ser o dia do desfile da Colcci (aka Gisele), estava lotaaaaado e eu ainda precisava voltar para Campinas. Ainda assim, me diverti no show da Katy Perry cover e me emocionei com a alegria da editora-chefe Mônica Salgado comemorando o sucesso da revista. É um lounge certamente imperdível!

Outro lounge bacanérrimo é o da Revista Vogue. É completamente diferente do da Glamour. O ambiente é mais sério, as pessoas são mais quietas, a música é ambiente e tudo é mais phyno. Dá para sentir aquela atmosfera Vogue, sabe? Por ser restrito à convite, é bem mais vazio e há espaço para sentar e carregar o celular sem ter que esperar alguém liberar o lugar. Os petiscos e bebidas também são mais requintados e você pode bebericar a sua Chandon enquanto come queijo no palito com mel. Tudo sofisticado, tudo maravilhoso! E é claro que é uma honra dividir a champagne com Donata Meirelles e Daniela Falcão. Acho rico!

Mas o meu lounge favorito foi o do Iguatemi / SPFW. Primeiro porque era o maior, o mais iluminado, o mais confortável e segundo porque era a mistura do lounge da Glamour com o lounge da Vogue. Também restrito à convite, era um lounge confortável para se passear. Apesar disso, não tinha aquele clima sério que o lounge da Vogue emitia, tendo mais a cara relaxada da Glamour. As pessoas estavam sorrindo, os petiscos eram descontraídos (eu só penso em comer, né?!), o ambiente era mais leve. Enquanto estive lá, encontrei blogueiras que admiro, como Mariana Saad e personalidades que nem imaginava um dia conhecer, como o estilista Reinaldo Lourenço e o idealizador do SPFW, Paulo Borges. De comida (CLARO!), tinha mini cachorro quente com o pãozinho mais crocante da História, petit fours variados e o meu sorvete sonho de consumo: Magnum de pistache com chocolate branco, edição limitada com estampa de Dolce & Gabbana na caixa mais linda que vocês podem imaginar! Amei estar ali! Amei!

Outro lounge aberto e super gostoso era o do Visit Florida, um espaço para promover o turismo no estado americano. O lounge era arejado, bonito, com tomadas para carregar o celular em toda parte e o melhor lugar para se pegar o wifi do evento, já que a internet do celular é meio capenga lá dentro. Nos primeiros dias, também eram servidas bebidas não alcoólicas e petiscos, mas do quarto dia em diante, eles restringiram até a água somente para os fornecedores, então achei meio mão-de-vaca para um espaço tão lindo e enooorme (acho que dava umas 3x o tamanho do da Glamour). De qualquer forma, era confortável, bem iluminado e valia à pena passar alguns minutos ali. (Off topic: a Carol Celico fez presença nele alguns dias, então fiquei feliz em conhecê-la, pois já a acompanho nas redes sociais há muito tempo e ela é ainda mais linda e querida pessoalmente).

DESFILES

Descobri que nem sempre as pessoas que vão ao SPFW vão aos desfiles. Muitas pessoas estão ali para verem e serem vistas; e não há nada de errado nisso. Eu, por exemplo, vi TNG e PatBo no primeiro dia (com a assessoria do Brazilian Blogs), Vitorino Campos no segundo, nenhum no terceiro (tive um compromisso antes do SPFW e acabei chegando atrasada para o desfile da Água de Côco, para o qual o ID Bloggers havia sido convidado) e vi Iódice no quarto dia. Apesar de não ter visto nenhum desfile no terceiro dia e por ver relativamente poucos nos outros dias, estar naquela atmosfera é muito bom. Se aqui fora cada mergulho é um flash, lá dentro cada gole na sua champagne, é um momento incrível ao lado de pessoas admiráveis.

Existiam duas salas de desfiles, localizadas nos dois cantos do evento. A entrada da Sala 1 era na extrema esquerda e a da Sala 2 na extrema direita. Para facilitar a nossa vida, foram entregues mapinhas no primeiro dia com todas as indicações de lugares e horários dos desfiles, então se encontrar lá dentro é realmente muito fácil. E por falar em horário: os desfiles atrasam – e muito! O menor atraso que peguei foi de 1h e o maior foi de 1:30h. É sempre bom chegar no horário, pois você não quer perder o seu lugar caso o evento comece na hora certa, mas se você estiver um pouco atrasado, não se desespere: não vi nenhum desfile começar no horário marcado. O que acontece é que não podem ocorrer dois desfiles ao mesmo tempo, até para todo mundo poder assistir à todos (se tiver convite, é claro). Portanto, digamos que o primeiro desfile comece na Sala 1. O segundo começará na Sala 2 (enquanto a Sala 1 será reorganizada para o terceiro desfile). O terceiro será na Sala 1 (enquanto a Sala 2 será reorganizada para o quarto desfile) e assim por diante. Não sei se me faço entender, mas é como um jogo de pingue-pongue: hora na Sala 1, hora na Sala 2, hora Sala 1, hora Sala 2. Portanto, se algum desfile atrasa, todos os seguintes também atrasam, porque, como expliquei, o próximo só começa quando o anterior acaba.

Os convites são divididos em 2 tipos: os convites “certos”, com fileira e número (exemplos: A31 – primeira fila, assento número 31 // C68 – terceira fila, assento número 68) e os que só têm a fileira (exemplos: C Par // D Ímpar // E Ímpar).

Os convites “certos”  são para pessoas que têm seus lugares garantidos, ou seja, você vai sentar no seu lugar marcado, basta chegar na hora. Algumas vezes acontece de sentarem no seu lugar para que a turma fique junto, mas aí é só você sentar no lugar vazio mais próximo. No primeiro dia, como fui sozinha ao da TNG, não sabia disso e fiz o famoso: “oi, licença, esse lugar é meu”. No fim, abriram um espaço e eu sentei mais ou menos no meu lugar, mas vi que o meu comentário não foi bem recebido, então percebi que ninguém faz isso; as pessoas sentam no lugar disponível mais próximo dos seus e tudo bem. Outra coisa, quando peguei meu convite da TNG, era assento número 68 (mais ou menos) e achei que sentaria lá na cozinha do evento (kkk), mas na verdade, era bem no meio da passarela, então não se assuste com o número do seu convite. São muitos lugares e todos têm boa visão, então não importa o número que você pegar. A única coisa em que você deve prestar atenção na entrada é se o seu convite é Par ou Ímpar, pois cada um dá em um lado da passarela e são formadas duas filas diferentes, então respeite o número para não ficar na fila errada à toa (eles olham mesmo e mandam trocar se você estiver errado, então atenção!).

Bem, os outros convites (que têm apenas a letra da fileira e Par ou Ímpar) são os Standing, ou seja, são os convites “tampa-lugar-vazio”. Como os desfiles são filmados, eles não podem estar com espaços vazios no Seating, certo? Então para cobrir eventuais falhas (tipo quando eu faltei na Água de Côco), são disponibilizados convites a mais, com o objetivo de deixar o evento com cara de cheio, super concorrido. Todo mundo com convite Standing entra para o desfile, mas não necessariamente você conseguirá assistir ao lado da sua BFF, pois pode ser que vocês se separem para cobrir os lugares vazios. Caso o desfile esteja super lotado, pode ser que você fique na fila E (a última), de pé. Foi de lá que vi o desfile da PatBo e, apesar de não ter sido tão glamouroso como ver Vitorino Campos na fila AA (no meio da passarela) ao lado da Glória Kalil, não há do que se reclamar. Dá para ver o desfile perfeitamente e a menos que o seu ego esteja muito inflado (preguiça de gente assim), você vai se sentir grato de poder estar ali, vivenciando algo que tantas pessoas gostariam de fazer e por qualquer motivo, não podem.

Já ouvi dizer que, dependendo do desfile, pessoas que não têm convite nenhum conseguem entrar na hora do Standing para tapar buraco. Assumo que eu não tinha convite para a Lolitta, enquanto as outras meninas que estavam comigo tinham Standing, então fiquei na fila com elas, mas quando vi o tamanho da fila do Standing, nem quis pedir para entrar sem convite. O desfile estava concorridíssimo e acho que eu não teria conseguido entrar mesmo se tivesse pedido, então as aguardei pacientemente no espaço Visit Florida, tomando minha água de côco e usufruindo do wifi bombando. O bom da vida é a gente agradecer pelo que tem e não focar no que não tem, certo? No próximo, eu vou!  De qualquer forma, ver desfile é muito bom e vale super à pena. Se você tiver a oportunidade, não deixe de ir.

Importante: GUARDE O SEU CONVITE PARA DESFILE como se fosse uma jóia preciosa. Não é porque você entrou no SPFW que pode ir à qualquer desfile – para entrar nas salas de desfile, precisa de ter o convite específico daquela marca. Por isso, lá dentro é uma loucura de gente querendo assistir aos desfiles, tentando conseguir convites de última hora etc. Qualquer bobeada é suficiente para você perder o seu convite, e, portanto, o seu desfile. Uma amiga colocou o convite dela no chão para fotografar o look e segundos depois, haviam levado. Resultado: tentamos de tudo, explicamos a situação, brigamos com a assessoria para ela entrar, mas não houve jeito: ela acabou ficando de fora. Muita atenção à isso para não passar nervoso.

DICAS EXTRAS

A melhor dica que posso dar à um iniciante de SPFW é: compre uma caixa de Band-Aid (ou similar) e deixe na sua bolsinha de mão. Com o passar dos dias, o pé vai se estrepando e é aí que começam as bolhas, calos etc. Não é glamouroso falar disso, eu sei, mas é a mais pura verdade. Band-Aid é o seu melhor amigo e é um aliado indispensável para agüentar essa maratona fashion.

Outra boa dica é variar o sapato, para evitar que dia após dia, o seu pé fique refém de algum machucadinho que o seu sapato possa causar. Por exemplo, um sapato que usei fez uma bolha no meu dedo e eu não agüentava de dor mesmo com 3 Band-Aids, então o jeito foi trocar o modelo do sapato por um que não apertasse aquele lugar machucado. Conforme os dias vão passando, os saltos vão diminuindo e apesar de eu não ter ido no último dia, vi muitas pessoas “combinando” de ir de tênis, uma excelente alternativa para o salto alto, já que, além de tudo, sapato baixo, loafers, slip-ons e tênis estão super na moda.

Roupa: como eu já disse antes, você será fotografado e é sempre bom estar com o look em dia. Também reparei que as roupas vão ficando mais relax com o passar dos dias, então no primeiro, todo mundo está mega montado, no quarto, já havia muita calça jeans com sandália plataforma. Eu fui de vestido no primeiro e quarto dias e de calça flare no segundo e terceiro. Combinada com os acessórios certos, a calça fica chique, bonita e bem mais confortável (além de proteger mais do frio intenso que fazia quando a noite caía). Abuse da moda, mas esteja confortável, principalmente se for ficar lá o dia todo, e se o look permitir, não se esqueça daquela jaquetinha para espantar o vento forte do fim da tarde.

Coma! É super fácil se perder lá no meio daquele “mundo mágico” e esquecer de comer, blogueira no spfw, blogueiras no spfw, mas lembre-se de que você tem que ter forças para agüentar uma semana inteira de muita correria; e disposição é a palavra de ordem. Seja no food court ou nos lounges, coma sempre que possível e mantenha-se hidratado o tempo todo.

Cuidado com o excesso de bebida. Logo que cheguei no segundo dia, vi uma menina vomitando no lixo do corredor e acertando várias pessoas que estavam em volta. Gente, PELO AMOR, né?! Não sei se esse era o caso dela, mas se não estiver se sentindo bem, corra para um banheiro ou, melhor ainda, para a sua casa. O fato é que todo mundo ficou olhando pra ela com nojo e a acusando de ter bebido demais. É feio, é desrespeitoso e denigre para sempre toda a credibilidade que você demorou anos para construir. Você pode beber para confraternizar, é claro, mas a regra de ouro é: nos lounges (tipo Vogue), mantenha a taça na mão como uma celebração. Essa única taça deve durar toda a sua estada ali dentro. Se ficar bastante tempo, duas taças é o limite dos limites. Você está ali para bebericar, comemorar, e para brindar à revista; e não para dar vexame ou matar a sede na champagne, ok?

Leve carregador de celular! Não sei se é porque o celular está sempre procurando a rede wifi, se é o excesso de fotos e vídeos que fazemos ou se é a junção de tudo isso e mais um pouco, mas a bateria lá dentro acaba bem mais rápido do que o normal, então aproveite que os lounges estão modernos e com várias tomadas à disposição e carregue o seu telefone para não passar aperto. Só não se esqueça, como eu disse antes, de levar um adaptador de tomada, pois todas as tomadas lá são do padrão 3 pinos e, portanto, muita gente ficou decepcionada por não conseguir carregar seu fiel escudeiro.

Cartão de visitas: seja você blogueiro, marceneiro ou pipoqueiro, SEMPRE esteja com o seu cartão de visitas à mão. Qualquer conversa despretenciosa pode lhe render um trabalho futuro, um contato importante ou até mesmo uma amizade. Leve vários e não tenha medo de perguntar: “você tem um cartão?”. Aproveite as suas oportunidades!

Sorria! Ninguém quer falar com alguém de cara amarrada, com expressão fechada, com postura anti-social. Seja simpático, puxe conversa, elogie e seja você mesmo. O sucesso, o acesso e a sua permanência no topo vêm com trabalho, dedicação, humildade e muita força de vontade. 

VLOG

Segue abaixo o vlog que tentei gravar gravei no quarto dia de SPFW Edição 20 Anos – SS16 (Summer Spring 16 – Primavera Verão 2016). #SPFW20A

Apesar de não ter tido muita memória no celular, dá para vocês verem mais ou menos como funciona a coisa e terem uma noção visual de tudo que expliquei aqui no post. Espero que gostem!

Vlog – SPFW

Enfim, se você sonha em ir ao SPFW um dia, acredite no seu sonho como eu acreditei no meu e logo logo nos encontraremos lá. Amém! 

Com todo amor do mundo, beijos.

Silvinha Melo

Veja também

15nov
Beleza, Celebs, Looks, Moda

BSM na Revista Glamour

Comentários 0

Olá amores!

Fui convidada a conhecer os bastidores da Revista Glamour e preciso dividir com vocês esse momento especial.

A Revista Glamour é super aberta à novidades, parcerias com blogueiras e periodicamente convida uma série de estudantes de moda e pessoas influentes para um tour na redação. Lá é mostrado todo o processo de nascimento de uma revista: desde a concepção das idéias até a finalização da edição. Foi uma honra passar o dia com essa equipe super informada e bacanérrima!

7

Look do dia: Peep toe: Arezzo / Vestido: Calvin Klein / Cinto: Mercearia / Jaqueta jeans: Forum / Semi jóias: Silvia Helena Semi Jóias / Esmalte: Smoke Red, Tom Ford


2

Editora de beleza Renata Kalil (@renatakalil) & Redatora-chefe Bruna Fioreti (@brufioreti)


3

Repórter Beatrice Stopa (@beatricets)


1

Fashion director Adriana Bechara (@adribechara)


4

Diretora de redação Mônica Salgado (@monicagsalgado)


5

Pink deets: quadro Audrey Hepburn na sala de Mônica Salgado


6

BSM (@blogsilviamelo) na Revista Glamour (@glamourbrasil)

Para contato e agendamento de tour, falar com Natália Mestre pelo email: glamour@globocondenast.com.br

Beijo!

Silvinha Melo

Veja também

27out
Beleza, Canal BSM, Celebs, Clippping, Moda

BSM no SBT: Outubro Rosa

Comentários 0

Olá amores! Tudo bem?

Mais uma vez tive a honra de ser convidada pelo Programa ApêTV, exibido pelo canal SBT, para fazer um tutorial de maquiagem para vocês.

Nesta nova oportunidade, escolhi um look super especial em homenagem à todas as mulheres que lutam contra o câncer de mama. A maquiagem inspirada na campanha Outubro Rosa é alegre, glamourosa e linda, assim como as nossas guerreiras.

Espero que vocês gostem!

Fique linda no estilo do Outubro Rosa com a blogueira Sílvia Melo!

* Nota: mais importante do que qualquer maquiagem, é a nossa saúde. Procurem um médico e façam exames periodicamente. Desejo que vocês estejam sempre sob os cuidados de um especialista e, acima de tudo, de Deus.

Beijos!

Silvinha Melo

Veja também